buscar
‚ÄúAs mais avan√ßadas t√©cnicas de imagem para estudos de sistemas biol√≥gicos, da mol√©cula ao organismo inteiro.‚ÄĚ
‚ÄúInfraestrutura cient√≠fica √ļnica na Am√©rica Latina.‚ÄĚ
 
     
 
     
 
Matéria da Globo sobre os vírus Ebola e Mayaro.

Pesquisas do INBEB, sobre os vírus do Ebola e Mayaro, viraram matéria do programa "Como será?", da Rede Globo. A reportagem contou com entrevistas dos professores do IBqM/UFRJ, Jerson Lima e André Gomes, e do pós-doc Carlos Marques.

13/09/2014 07h39 - Atualizado em 13/09/2014 07h39

Pesquisadores da UFRJ ajudam a entender mecanismo do EbolaPesquisa pode ajudar a desenvolver subst√Ęncias que previnem a infec√ß√£o

V√≠rus s√£o estruturas muito pequenas. T√£o pequenas que microsc√≥pios √≥ticos n√£o conseguem enxerg√°-los. Para compreender melhor suas prote√≠nas, s√£o necess√°rios equipamentos especiais como os encontrados no Centro Nacional de Resson√Ęncia Magn√©tica Nuclear (CNRMN), do Instituto de Ci√™ncias Biol√≥gicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Gra√ßas a esses equipamentos, a equipe do professor Jerson Silva estudou o v√≠rus Ebola, ajudando a compreender como ele invade as c√©lulas.

A pesquisa durou oito anos. O v√≠rus foi colocado em um grande aparelho de resson√Ęncia magn√©tica, 20 vezes mais potente que aqueles encontrados em hospitais. Por meio do equipamento, os cientistas conseguiram observar como funciona a prote√≠na respons√°vel pela invas√£o √†s c√©lulas infectadas. Jerson, que √© diretor do CNRMN, explica que a partir do momento que os cientistas entendem como o mecanismo funciona, √© poss√≠vel criar um medicamento que vai impedir o v√≠rus de invadir as c√©lulas.

A pesquisa foi reconhecida internacionalmente e publicada em duas revistas especializadas, entre 2007 e 2011. Além de biólogos, a pesquisa contou com a participação de químicos e físicos.

Veja o vídeo da reportagem no link:
http://redeglobo.globo.com/como-sera/noticia/2014/09/pesquisadores-da-ufrj-ajudam-entender-mecanismo-do-ebola.html

 
     
     
   
     
2019 - Todos os direitos reservados.