buscar
‚ÄúAs mais avan√ßadas t√©cnicas de imagem para estudos de sistemas biol√≥gicos, da mol√©cula ao organismo inteiro.‚ÄĚ
‚ÄúInfraestrutura cient√≠fica √ļnica na Am√©rica Latina.‚ÄĚ
 
     
 
     
 
Visita do Ministro Gilberto Kassab ao CENABIO

Ap√≥s conhecer as instala√ß√Ķes para pesquisa do centro de multiusu√°rios, o ministro ouviu pesquisadores da UFRJ sobre a necessidade da continuidade dos investimentos na √°rea de ci√™ncia e tecnologia.

Nesta manh√£, o ministro Gilberto Kassab, do Minist√©rio da Ci√™ncia, Tecnologia, Inova√ß√Ķes e Comunica√ß√Ķes, fez uma visita ao Centro de Biologia Estrutural e Bioimagem (Cenabio), situado na Universidade Federal do Rio de Janeiro, e participou da cerim√īnia de inaugura√ß√£o da Unidade III, que re√ļne equipamentos de √ļltima gera√ß√£o em microscopia √≥tica e eletr√īnica, e j√° est√° em funcionamento desde janeiro de 2016. Durante a visita, o ministro foi apresentado aos tr√™s centros que comp√Ķem o Cenabio e permitem o desenvolvimento de pesquisas em biologia estrutural desde o n√≠vel molecular at√© o imageamento de pequenos animais.

Ministro Gilberto Kassab, vice-reitora da UFRJ Denise Nascimento e diretor do Cenabio Adalberto Vieyra em cerim√īnia de inaugura√ß√£o da Unidade III do Cenabio.

Na Unidade III, o ministro visitou diferentes microsc√≥pios em funcionamento e visualizou imagens obtidas por eles, como o microsc√≥pio eletr√īnico de varredura de alta resolu√ß√£o Zeiss Auriga 40, o qual permite detalhar, por exemplo, a superf√≠cie do parasita da toxoplasmose. Na Unidade II, foi apresentado ao equipamento de resson√Ęncia magn√©tica nuclear 7,0 Tesla, que foi usado em pesquisas sobre o efeito do v√≠rus da zika em camundongos. Na Unidade I, onde s√£o realizados estudos de estrutura e din√Ęmica de biomol√©culas por meio de equipamentos de resson√Ęncia magn√©tica nuclear (RMN), o ministro conferiu o recente espectr√īmetro de RMN de 900MHz adquirido pelo centro, √ļnico em funcionamento na Am√©rica Latina, que possibilita visualizar estruturas mais complexas e est√° sendo usado, por exemplo, para auxiliar na elucida√ß√£o da estrutura do caps√≠deo do v√≠rus da zika.

Durante a conversa com Kassab ap√≥s a visita √†s instala√ß√Ķes, o diretor do Cenabio Adalberto Vieyra descreveu o trabalho desenvolvido pelos pesquisadores dos centros com destaque para o futuro que est√° sendo desenhado, com a abertura de novos campos e fronteiras do conhecimento. Um dos idealizadores e criadores do centro, o pesquisador F√°bio Almeida chamou a aten√ß√£o para a import√Ęncia da cria√ß√£o de uma estrutura de multiusu√°rios e da √°rea de biologia estrutural, que vem ganhando for√ßa desde 1953 com a descoberta da estrutura de dupla h√©lice do DNA, e se destaca como uma √°rea proeminente com importantes aplica√ß√Ķes cl√≠nicas e potencialidades terap√™uticas. ‚ÄúSomos a maior estrutura em resson√Ęncia magn√©tica nuclear na Am√©rica Latina‚ÄĚ, afirmou F√°bio. ‚ÄúO impacto disso vem principalmente de nossa capacidade de forma√ß√£o de recursos humanos e de nossa produ√ß√£o cient√≠fica‚ÄĚ.

Ministro visita as instala√ß√Ķes do centro de microscopia do Cenabio.

Pesquisadora de refer√™ncia na √°rea de imageamento cerebral, Fernanda Tovar-Moll destacou a import√Ęncia de montar uma plataforma de processamento de imagens e o desafio que o centro tem encontrado em integrar essa base de dados para gerar resultados mais eficazes. O trabalho desenvolvido por Moll e sua equipe sobre os danos causados pela infec√ß√£o por zika no c√©rebro de beb√™s foi citado inclusive no New York Times. Outro destaque √© a iniciativa de cria√ß√£o de uma startup, liderada pelo pesquisador Marcius Almeida, para a produ√ß√£o de f√°rmacos para tratar leucemia liinfobl√°stica aguda, que atinge principalmente crian√ßas. ‚ÄúFico feliz de afirmar que j√° conseguimos produzir o f√°rmaco em grandes quantidades‚ÄĚ, ressalta Almeida, ao pontuar a necessidade de buscar investimentos para dar continuidade ao empreendimento.

Ao tratar do contingenciamento de recursos para a √°rea de ci√™ncia e tecnologia, o coordenador do Instituto Nacional de Ci√™ncia e Tecnologia de Biologia Estrutural e Bioimagem (INBEB) e diretor cient√≠fico da Faperj, Jerson Lima da Silva, fez um apelo ao ministro sobre a situa√ß√£o dr√°stica do Estado do Rio de Janeiro com atrasos de bolsas de pesquisa e de pagamentos de aux√≠lios. ‚ÄúO Rio de Janeiro representa cerca de 25% da produ√ß√£o cient√≠fica do pa√≠s. Estamos vendo pesquisadores saindo do pa√≠s e a sa√≠da √© qualitativa. Estamos correndo o risco de retroceder algumas d√©cadas‚ÄĚ, lamentou Silva. O ministro manifestou seu apoio, reconhecendo a import√Ęncia das demandas e das necessidades apresentadas pelos pesquisadores e afirmou: ‚ÄúPrecisamos trazer o apoio da opini√£o p√ļblica para que se possa mobilizar pelas nossas demandas‚ÄĚ.

Durante a visita, estavam presentes ainda pesquisadores do comit√™ gestor do Cenabio ‚Äď Prof. Wanderley de Souza, Prof. Kildare Miranda e o Prof. Emiliano Medei ‚Äď, a vice-reitora da UFRJ Denise Nascimento, a pr√≥-reitora de Pesquisa e P√≥s-Gradua√ß√£o Leila Rodrigues, a decana do CCS Maria Fernanda Quintela, o diretor do Escrit√≥rio T√©cnico Universit√°rio Ivan Carmo e diversos pesquisadores da UFRJ e associados ao Instituto Nacional de Ci√™ncia e Tecnologia de Biologia Estrutural e Bioimagem (INBEB). Al√©m disso, estavam presentes os representantes da FINEP Ricardo Rosa, da √Ārea de Desenvolvimento Cient√≠fico e Tecnol√≥gico e Infraestrutura; Edgar Dos Santos Rocca, da √Ärea de Fomento √† Institui√ß√Ķes de Pesquisa e Programas Descentralizados; e Rodrigo Costa, assessor da Diretoria de Desenvolvimento Cient√≠fico e Tecnol√≥gico.

Por Gabriela Reznik (Ascom/INBEB)

Publicado em 14/08/2017

 
     
     
   
     
2017 - Todos os direitos reservados.