buscar
“As mais avançadas técnicas de imagem para estudos de sistemas biológicos, da molécula ao organismo inteiro.”
“Infraestrutura científica única na América Latina.”
 
     
 
     
 
Homenagem a Wanderley de Souza

Wanderley de Souza recebe homenagem na presença do embaixador do Brasil no México e de membros da fundação mexicana

Médico, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), diretor de desenvolvimento científico e tecnológico da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e vice-coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Biologia Estrutural e Bioimagem (INBEB), Wanderley de Souza foi homenageado com a Cátedra de Saúde pela Fundação Miguel Alemán, no dia 25 de outubro, no México. Além da mdalha de prata, o pesquisador recebeu ainda um prêmio em dinheiro de U$ 10 mil. Na mesma ocasião, o professor realizou a conferência “Protozoários Patógenos: sua importância como agentes de infecção e como modelos biológicos”

No dia 26, o cientista concebeu uma palestra sobre o “Estado atual da ciência no Brasil”, na Universidade Nacional Autônoma do México. Para promover a interação entre o premiado e a comunidade científica mexicana, a Fundação Miguel Alemán estabelece que o homenageado dê uma série de três conferências: uma na sede da organização e outras duas em instituições acadêmicas e/ou de assistência definidas pelos co-patrocinadores.

Graduado em medicina, mestre e doutor em ciências biológicas (biofísica) pela UFRJ, Wanderley de Souza já foi secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), em 2003, e secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do estado do Rio de Janeiro (Secti), entre 2004 e 2006. O Acadêmico foi quem criou, em 2000, o Centro de Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cederj).

Ao longo de sua carreira, já recebeu diversos prêmios e títulos, como a Ordem Nacional do Mérito Científico na classe Grã-Cruz e os títulos de membro da Academia Brasileira de Ciências (ABC), da Academia Nacional de Medicina (ANM) e da Academia Mundial de Ciências (Twas, na sigla em inglês).

Com informações da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

----------------
Publicado em 31/10/2018

 
     
     
   
     
2018 - Todos os direitos reservados.