buscar
“As mais avançadas técnicas de imagem para estudos de sistemas biológicos, da molécula ao organismo inteiro.”
“Infraestrutura científica única na América Latina.”
 
     
 
     
 
CENABIO celebra ICB/UFRJ e tecnólogos

No Café Científico de junho, o  Centro Nacional de Biologia Estrutural e Bioimagem (CENABIO), unidade multiusuário da UFRJ, recebeu o professor José Garcia Ribeiro Abreu Júnior, diretor do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da UFRJ, o Pró-Reitor de Pessoal da UFRJ, Agnaldo Fernandes, e os tecnólogos do próprio CENABIO. Coordenado pelo professor do IBCCF/UFRJ e diretor do CENABIO, Adalberto Vieyra, o encontro lembrou a importância do ICB na criação do centro multiusuário e as conquistas do centro após a chegada dos tecnólogos, modalidade recente de inserção acadêmica.

O professor Vieyra abriu o evento ressaltando o envolvimento do ICB na fundção do CENABIO, único centro do gênero na América Latina, e a parceria com o Instituto para a transferência do laboratório de pinças óticas à Unidade de Microscopia Avançada da plataforma multiusuário. O diretor do Centro lembrou ainda a importância da primeira observação dos ventos solares possibilitada pelo programa espacial soviético e da observação em detalhe dos movimentos da cauda do cometa Halley, em 1986, para o desenvolvimento das pinças óticas.

Na sequência, o professor Garcia resgatou a história do ICB e apresentou a estrutura atual do Instituto, que atua em quatro frentes: graduação, pós-graduação, pesquisa e extensão. Ao todo, o ICB conta com com 84 docentes e abriga 37 laboratórios e unidades multiusuário. Sobre a relação com o CENABIO, Garcia afirmou que aposta em uma parceria de sucesso diante do atual cenário da ciência brasileira. “Não teremos dificuldades em fazer grandes parcerias para enfrentar os desafios que virão pela frente”, disse.

Já o Pró-Reitor de Pessoal da UFRJ, Agnaldo Fernandes, foi homenageado por sua fundamental atuação na abertura dos postos de tecnólogos para o CENABIO. Segundo Vieyra, Fernandes tem o “espírito visionário do gestor que se antecipa ao futuro”. O pró-reitor reconheceu a importância da carreira de tecnólogos para o Cenabio e a UFRJ e afirmou que é a colaboração entre as diferentes unidades que permitirá à Universidade lidar com as restrições enfrentadas atualmente.

Tecnólogos
A carreira de tecnólogo foi criada recentemente pela UFRJ, com o intuito de trazer à universidade profissionais com saberes especializados e capacidade não só de operar instrumentos, mas de fazer a interface com os diversos usuários das unidades. O CENABIO possui hoje dez tecnólogos, alocados em diferentes unidades do centro. Cinco deles estiveram presentes ao café científico: Lorian Straker (microscopia eletrônica); Camila Gonçalves (microscopia ótica); Vânia Vieira (microscopia eletrônica); Rodrigo Vianna (imageamento de pequenos animais); Isalira Ramos (bioluminescência/fluorescência e ultrassonografia e diretora adjunta de extensão). No evento, eles falaram sobre suas experiências, destacando a possibilidade de se envolverem nos mais diversos projetos, desde pesquisas até a concepção de cursos e disciplinas para a comunidade acadêmica.

Café Científico
O Café Científico é um evento do corpo social do CENABIO realizado mensalmente. Foi criado para ser um momento de integração entre professores, pesquisadores, funcionários e alunos, trazendo informações relevantes sobre pesquisas, colaborações e manutenção de equipamentos do centro de pesquisa. Em cada edição, um ou mais pesquisadores, técnicos ou especialistas são convidados para falar sobre o seu trabalho.

Sobre o CENABIO
Inaugurado oficialmente em 2013, o Centro Nacional de Biologia Estrutural e Bioimagem (CENABIO) é uma unidade multiusuária da UFRJ que oferece diversas abordagens experimentais para obtenção de imagens de órgãos, células e biomoléculas. O centro é formado por três unidades: o CNRMN, o núcleo para imageamento de pequenos animais e o centro de microscopia. Desde dezembro de 2017, o CENABIO conta ainda com a Plataforma Avançada de Biomoléculas (PAB), um laboratório para desenvolvimento e produção de biomoléculas.

Fotos do evento

José Garcia Ribeiro Abreu Júnior, diretor do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da UFRJ

Adalberto Vieyra, professor do IBCCF/UFRJ e diretor do CENABIO

Tecnólogos do CENABIO  falam de suas experiências

  

Café Científico reúne pesquisadores e funcionários do CENABIO

----------------
Por Luana Rocha (AsCom INBEB)
Publicado em 06/06/2019


 

 
     
     
   
     
2019 - Todos os direitos reservados.